0

Alessandra Smerilli nova subsecretária de Desenvolvimento Humano Integral

Na entrevista concedida ao Vatican News por ocasião de sua nomeação, Alessandra Smerilli enfatiza a importância de combinar o Evangelho e a economia e o compromisso da Santa Sé de garantir que saiamos melhor da crise que estamos atravessando devido à Covid-19

por Benedetta Capelli

publicado no site: Vatican News em 24/03/2021

A respeitada economista, Irmã Alessandra Smerilli, 47 anos, religiosa das Filhas de Maria Auxiliadora, Irmãs Salesianas de Dom Bosco, foi chamada a partir de hoje para uma nova missão. De fato, o Papa Francisco a nomeou como subsecretária do Dicastério para o Serviço de Desenvolvimento Humano Integral para o setor da Fé e Desenvolvimento. Em seu currículo, doutorou-se em Economia Política na Universidade La Sapienza de Roma e doutorou-se em Economia na Universidade East Anglia em Nowrich (Grã-Bretanha). Ela é também Professora de Economia Política na Pontifícia Faculdade de Ciências da Educação "Auxilium" em Roma. Seu compromisso com a Igreja a levou a fazer parte do Comitê Científico e Organizador das Semanas Sociais dos Católicos, desde 2019 é Conselheira de Estado do Vaticano e, desde março de 2020, coordenadora da Força-Tarefa Econômica da Comissão do Vaticano para a Covid-19, criada pelo Papa Francisco. Entre os seus livros: "Economia da Mulher. Da crise uma nova estação de esperança".

Ouça a entrevista (audio em italiano):

Como você acolheu esta nomeação e em que espírito empreende este novo serviço?

Honestamente, fiquei um pouco surpresa com esta nomeação porque tinha vindo trabalhar aqui no departamento como colaboradora da Comissão Covid-19. Pensei que era um trabalho temporário, mas este compromisso chegou e fiquei surpresa. Trabalhando aqui, percebi como é bela esta missão do dicastério e como ela alcança o mundo inteiro. Sinto-me grata ao Santo Padre e ao Prefeito de meu Departamento, Cardeal Turkson, a todos aqueles que trabalham no Departamento que demonstram confiança em mim. Espero poder fazer a minha parte.

Como subsecretária, você se ocupará em particular da fé e do desenvolvimento. Como economista, que contribuição você pode fazer para este novo compromisso?

Acredito que o compromisso acadêmico que assumi até agora pode me ajudar tanto em termos de conhecimento do mundo econômico quanto de economistas, um pouco por todo o mundo. Creio também que a missão do dicastério, em particular na seção Fé e Desenvolvimento, é acompanhar as Igrejas locais e, portanto, traduzir, em termos pastorais, o que é conhecimento e competência econômica. Espero poder fazer uma contribuição em termos de competência e colaborar com todos para unir o Evangelho e a economia.

Há um ano você está trabalhando na Comissão do Vaticano sobre a Covid. O que a Igreja pode fazer para não perder esta oportunidade de "sair melhor da crise", como pede o Papa?

Da Comissão Covid, com a qual estamos fazendo um trabalho muito intenso - trabalho no Grupo 2 onde são elaboradas análises e propostas - aprendi algumas coisas e acho que elas são o que pode ser usado para "sair melhor" desta crise. A primeira é que precisamos ouvir tanto as realidades locais e os problemas que são causados por esta crise, especialmente os mais vulneráveis, os mais pobres e os excluídos. Como Igreja, no entanto, não temos simplesmente a tarefa de ouvir e ficar de braços cruzados ou ajudar na emergência. Como Igreja, e isto é reconhecido, também temos a capacidade de trazer tantas pessoas diferentes, instituições ao redor da mesa e fazer com que elas dialoguem. Isto é o que aprendemos com a Comissão Covid: criar parcerias, conectar o mundo em algumas questões importantes, por exemplo, alimentos, vacinas para todos, trabalho, o que será do trabalho futuro, as desigualdades que aumentam e assim por diante. Tudo isso em termos econômicos porque as consequências econômicas serão as preponderantes para esta crise. Como Igreja, temos também o dever de elevar o tom do debate, de inspirar visões, de não nos concentrarmos apenas no que fazer, mesmo que precisemos trabalhar no concreto, mas de ter uma perspectiva que é o que às vezes parece estar faltando hoje. Se ajudarmos a fazer isso, ajudaremos a todos a sair melhor desta crise, mas para fazer isso, devemos antes de tudo ser a mudança que queremos ver no mundo.

Com sua nomeação, cresce o número de mulheres em cargos importantes na Cúria Romana. Que impulso você acha que essa presença feminina pode trazer para a atividade da Santa Sé?

Penso que não podemos olhar para o mundo com um só olho porque não é uma visão correta, portanto penso que colaborar significa antes de tudo ter uma visão mais plural da realidade! Estou impressionada com o debate que tivemos no Sínodo dos Jovens e com o que lemos no documento final do Sínodo, no qual participei e que me enriqueceu: lá voltamos ao texto do Gênesis. Deus criou o homem à Sua imagem, homem e mulher Ele os criou, e isto significa que homem e mulher são a imagem de Deus, de um Deus que é comunhão. Esta vocação de pacto e reciprocidade deve ser realizada não apenas na esfera da família, mas em todas as outras esferas da vida, mesmo no local de trabalho. Creio que mesmo na Cúria Romana há necessidade de viver esta reciprocidade para melhor expressar a riqueza de nosso Deus que é comunhão.

créditos foto: www.humandevelopment.va

Image

vá para O ARQUIVO

Lìngua: PORTUGUÊS

Filtrar por Categorias

Siga-nos:

A economia do dar

A economia do dar

Chiara Lubich

«Ao contrário da economia consumista, baseada numa cultura do ter, a economia de comunhão é economia da partilha...

Leia mais...

As tirinhas de Formy!

As tirinhas de Formy!

Conheces a mascote do site Edc?

O dado das empresas

O dado das empresas

A nova revolução para a pequena empresa.
Dobre! Jogue! Leia! Viva! Compartilhe! Experimente!

O dado das empresas agora também em português!

quem está online?

Temos 401 visitantes e Nenhum membro online

© 2008 - 2024 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - edc@marcoriccardi.it

Please publish modules in offcanvas position.

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.