A última colheita

Relatório EdC 2017

Image

A última colheita

Descubra no que se transformaram os lucros
compartilhados
, no último ano, pelas empresas
que fazem parte do projeto de Economia de Comunhão

€ 1.779.944

outubro de 2016 – dezembro de 2017100%

€ 159.713 EoC-INN E DESENVOLVIMENTO DE NOVAS EMPRESAS

€ 400.831 PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO INTEGRAL E ATIVIDADES PRODUTIVAS

€ 443.103 FORMAÇÃO

€ 122.182 INVESTIGAÇÃO, COMUNICAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO

€ 322.857 EMERGÊNCIAS (SAÚDE, ALIMENTAÇÃO, EDUCAÇÃO, HABITAÇÃO)

€ 331.258 POLOS EMPRESARIAIS E ESTRUTURAS DE EDC

Image

Um fruto jamais visto

ECONOMIA + COMUNHÃO

“Duas palavras que a cultura atual mantém bem separadas e, normalmente, considera até opostas… Mediante a vossa vida, vós demonstrais que economia e comunhão se tornam melhores quando uma está ao lado da outra…”

Papa Francisco

frutos

frutos

desenvolvimento integral e atividades produtivas trabalhoempresa
Intervenção de emergência para combater a pobreza
Inclusão
biodiversidade

sementes

sementes

Projetos de formação
Promoção de uma nova cultura econômica

externalidades

externalidades

Efeitos positivos indiretos

€ 159.713

EoC-IIN E DESENVOLVIMENTO DE NOVAS EMPRESAS
Consolidámos a rede internacional de incubadoras de empresa de
Economia de Comunhão
(EoC-IIN) e geramos novos postos de trabalho,
graças ao desenvolvimento local de novas empresas.

€ 94.974

EoC-IIN

€ 64.739

OUTROS PROJETOS

EoC-IIN

Rede internacional de incubadoras de empresas EdC

Após 25 anos da fundação de Economia de Comunhão, em março de 2016 nasceu o último projeto da Economia de Comunhão: a rede internacional para a incubação de novas empresas EoC-IIN, Economy of Communion International Incubating Network. Aqui, empresários e profissionais da Economia de Comunhão compartilham seu profissionalismo e experiência para favorecer o nascimento de novas iniciativas empreendedoras com impacto social e ambiental positivo no respeito dos princípios éticos e de responsabilidade. A Comunhão é o princípio multiplicador de talentos, criatividade e riquezas.

As comunidades de EdC se auto-organizaram, baseadas nos recursos locais, para fornecer aos novos empresários serviços úteis durante a fase inicial da empresa. Estar organizados em rede possibilita que o projeto cresça com mais velocidade, graças ao compartilhamento de recursos e talentos.

Os Hub EoCIIN são pontos de acesso já ativos em 14 países.

Image
onde

onde

BRASIL
CUBA
MÉXICO
ARGENTINA
EUA
CAMARÕES
UGANDA
TOGO
PORTUGAL
CROÁCIA
ITÁLIA
ESPANHA
REPÚBLICA CHECA
ESLOVÁQUIA
frutos

frutos

Novos postos de trabalho16 incubadoras ativas em 14 países do mundo

externalidades

externalidades

Ampla promoção de uma nova cultura econômica voltada para o bem comum e para o desenvolvimento integral da pessoa com criatividade e gratuidade

€ 400.831

PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO INTEGRAL
E ATIVIDADES PRODUTIVAS
Reforçámos as  competências profissionais, orientadas para a inserção no trabalho, encontrámos oportunidades financeiras para novas microempresas, formámos competências empreendedoras e apoiámos a inserção no mercado.

€ 191.073

Projetos AMU
(Ação para um mundo unido)

€ 209.758

OUTROS PROJETOS

Projeto PTSNOA

Programa de Turismo Sustentável e Solidário do Noroeste da Argentina

Durante o último ano, foram inseridas novas comunidades no projeto. O programa PTSNOA visa fazer crescer e desenvolver comunidades rurais da região Noroeste da Argentina, olhando o turismo como oportunidade de crescimento humano e social, no respeito das origens, das tradições e do território das comunidades locais.

«Frequentemente confundimos desenvolvimento com crescimento econômico. Neste programa temos a prova, a demonstração de como é possível trabalhar para o desenvolvimento, defendendo a cultura dos povos originários; tutelando o relacionamento deles com o ambiente; trabalhando pela igualdade de gêneros e facilitando o protagonismo, o papel da mulher e dos jovens; reforçando as competências profissionais; liberando o potencial de capacidades que cada pessoas traz dentro de si»

Francesco Tortorella (AMU – Ação para um mundo unido)

Projeto PROFOR

Fortalecimento dos Negócios Inclusivos e de Comunhão no Brasil

O programa de fortalecimento de negócios inclusivos e de comunhão PROFOR visa melhorar a qualidade de vida de pessoas em situação de vulnerabilidade social, através de um verdadeiro percurso de incubação de empresas sociais, que permitem criar oportunidades de trabalho digno e/ou que ofereçam produtos e serviços básicos acessíveis à população menos favorecida, em várias regiões do Brasil e especialmente em regiões rurais ou nas periferias urbanas. Após as primeiras fases de formação e provisão do capital inicial, as empresas aprovadas na seleção entraram plenamente em suas atividades realizando aquele sistema de trabalho digno e respeitoso para com a pessoa como previsto pelo programa.

Projeto RAISE

Resposta Alternativa de Integração Social e Empreendedorismo em Portugal

RAISE em inglês significa “levantar”; o objetivo geral do projeto é ajudar a limitar o problema do desemprego no município de Alenquer, a 46 km ao norte de Lisboa, onde se encontra a sede da AMU Portugal. Logo em seguida à crise econômica, cerca de 12% da população portuguesa está sem trabalho; o desemprego juvenil, ao invés, aproxima-se dos 28% e inclui também pessoas com estudos universitários: a consequência mais evidente é a emigração dos jovens mais preparados e competentes, que compromete o futuro de todo o país.

O objetivo específico consiste em formar e acompanhar as pessoas rumo à colocação no mercado de trabalho de terceiros ou, quando as condições pessoais e do contexto social permitem, também através da criação de iniciativas empresariais.

CRIAR UM SISTEMA ALÉM DA ACOLHIDA

Integração na Itália

Criar um Sistema Além da Acolhida nasce na Itália com o objetivo de favorecer aos migrantes, com especial atenção aos menores estrangeiros não acompanhados, e aos jovens italianos das faixas mais vulneráveis a inserção social e no trabalho. Pondo em ação uma rede nacional, formada por famílias, empresas, associações e também por instituições, na ideia que a inclusão seja uma experiência de reciprocidade.
Image
onde

onde

ARGENTINA
BRASIL
CUBA
PORTUGAL
ITÁLIA
NIGÉRIA
frutos

frutos

196

Postos de trabalho criados ou consolidados *

65

Microempresas criadas ou consolidadas *

300

Pessoas formadas profissionalmente *







* Dados dos projetos AMU (2016-2017)
 
externalidades

externalidades

459

Famílias que se beneficiaram com os projetos *

Ampla promoção de uma nova cultura econômica voltada para o bem comum e para o desenvolvimento integral da pessoa com criatividade e gratuidade

€ 443.103

FORMAÇÃO

A Economia de Comunhão é uma expressão contingente de um sistema de valores mais amplo. Neste sentido, a formação completa da pessoa humana assume um papel fundamental. Também neste ano financiámos bolsas de estudo, promovemos as Escolas EdC e os congressos, e apoiámos as atividades do Instituto Universitário Sophia.

 

€ 117.996

ESCOLAS EdC

€ 175.107

 
CONGRESSOS

€ 150.000

UNIVERSIDADE

UNIVERSIDADE SOPHIA

Formar profissionais do diálogo e da paz

Sophia oferece uma preparação humana, cultural e profissional para homens e mulheres que têm como horizonte o mundo e como bússola de orientação a Sabedoria. Visão ampla, formação ao trabalho em equipe, ferramentas para a solução de conflitos, estratégias de resolução de problemas, percursos de diálogo, num ambiente internacional e intercultural rico de estímulos e oportunidades.

A economia está vivendo uma mudança de paradigma. Novas ideias e novas práticas são necessárias. Ideias e práticas que devem revigorar também o ensino da economia, este também em crise por causa do progressivo distanciamento da vida e dos problemas das pessoas. É preciso dotar-se de conhecimentos adequados para ler corretamente os fenômenos nos quais se manifesta a realidade e, portanto, para agir de forma adequada.

Image
onde

onde

NO MUNDO INTEIRO
sementes

sementes

366*

Bolsas de estudo (* congressos e escolas EdC)

externalidades

externalidades

Ampla promoção de uma nova cultura econômica voltada para o bem comum e para o desenvolvimento integral da pessoa com criatividade e gratuidade

€ 122.082

INVESTIGAÇÃO, COMUNICAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO
São os fundos destinados às atividades de  investigação/pesquisa, comunicação e administração do sistema EdC para definir indicadores e novas estratégias de intervenção na luta contra a pobreza, promover as ações e envolver novos protagonistas.

€ 122.082

INVESTIGAÇÃO, COMUNICAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO

OPLA

Observatório sobre a pobreza Leo Andringa

Um centro de investigação científica internacional que vê a pobreza e o desenvolvimento através das “lentes” da “fraternidade”. Procura destacar a eficácia das estratégias atuadas no combate à pobreza no que diz respeito às dimensões materiais, mas também às dimensões relacionais, muito importantes para o “florescimento humano” na perspectiva cultural da EdC.

Em 2017 OPLA, com sua sede atualmente na Itália, dentro do Polo Lionello Bonfanti de Loppiano, apoiou a realização de 3 trabalhos de investigação no Brasil, Portugal e Filipinas.

E durante o ano de 2017 desenvolveram-se vários relacionamentos em nível internacional com outros investigadores e grupos, especialmente na Argentina, no Brasil e nos Camarões.

Além disso, OPLA também esteve envolvido em atividades de formação.

Image
onde

onde

BRASIL
PORTUGAL
FILIPINAS
ARGENTINA
CAMARÕES
ITÁLIA
sementes

sementes

Investigação e definição de indicadores

externalidades

externalidades

Ampla promoção de uma nova cultura econômica voltada para o bem comum e para o desenvolvimento integral da pessoa com criatividade e gratuidade

€ 322.857

EMERGÊNCIAS
A Economia de Comunhão também visa garantir a cobertura imediata de algumas necessidades fundamentais, como a saúde, a alimentação, a educação e a habitação.

€ 62.639

SAÚDE

€ 51.511

ALIMENTAÇÃO

€ 149.143

EDUCAÇÃO

€ 59.794

HABITAÇÃO

SUPERA

Programa de superação da vulnerabilidade econômica

Para a coordenadora do programa SUPERA, Célia de Souza Carneiro: “Não podemos olhar somente para a contribuição econômica, que também é importante, mas ajudar a pessoa que vive na vulnerabilidade a encontrar sempre mais a sua dignidade observando, por exemplo, a sua situação familiar e onde mora”. (leia o artigo completo)

O Projeto de Superação da Vulnerabilidade Econômica (SUPERA) reuniu pela segunda vez neste ano em Vargem Grande Paulista, próximo à cidade de São Paulo, 21 pessoas (14 agentes e sete convidados) envolvidos em atividades de redução da pobreza. O programa é financiado pela comunhão de recursos existentes na Economia de Comunhão (EdC) e pela Associação por um Mundo Unido (AMU).

O encontro da Rede Nacional dos Agentes de SUPERA foi organizado pela Associação Nacional por uma Economia de Comunhão (Anpecom), com o objetivo de integrar e formar os agentes através da avaliação e das experiências do trabalho desenvolvido por cada um, provenientes de vários estados do país.

Image
onde

onde

NO MUNDO INTEIRO
frutos

frutos

178

Pessoas ajudadas com necessidade de alimentação

137

Pessoas ajudadas para a assistência médica

408

Pessoas ajudadas para a formação escolar

113

Famílias ajudadas com necessidades de habitação

externalidades

externalidades

Ampla promoção de uma nova cultura econômica voltada para o bem comum e para o desenvolvimento integral da pessoa com criatividade e gratuidade

€ 331.258

POLOS EMPRESARIAIS E ESTRUTURAS DE EDC

quem está online?

Temos 400 visitantes e Um membro online

© 2008 - 2019 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - info@marcoriccardi.it

Please publish modules in offcanvas position.

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.