No Polo Ginetta, encontro de formação para empresários

Participaram 22 pessoas de três estados do Nordeste. A grande novidade em pauta foram as “empresas simpatizantes”. E o tema central: o trabalho na Economia de Comunhão.

publicado em focolares.org.br

121020_PoloGinetta_IncFormImprend_1O Polo Empresarial Ginetta e a comissão regional da Economia de Comunhão (EdC) no Nordeste realizaram um encontro de formação para empresários, que contou com a participação de 22 pessoas de três estados.
A grande novidade em pauta foram as “empresas simpatizantes” da EdC, uma nova modalidade de participação do projeto que tem atraído muitos empresários. “Durante dois anos, eles participam de um programa de formação e, no final, decidem se querem ou não aderir ao projeto”, explicou Maria Clézia Santana, da Comissão Regional da EdC.

Ao saber dessa possibilidade, Maxi Oliveira, empresário da área de Turismo em recife (PE), prontamente decidiu: “A partir de agora começo minha experiência como empresário simpatizante e espero poder, nos próximos encontros, trazer outros amigos empresários”, declarou. Neide Silva, também de Recife, disse ter gostado da ideia pois, segundo ela, “é necessário um tempo para entender e resolver mesmo se queremos ou não aderir ao projeto da EdC”.

Pontos fortes – Os participantes destacaram alguns pontos fortes da EdC, dentre eles, o espírito colaborativo e a valorização da pessoa. A esse respeito, o empresário Paulo Sobral, de Olinda (PE) contou sua experiência. “Fiz aniversário e a coordenadora da minha loja mandou uma mensagem cheia de gratidão pela minha atuação como empresário. Fiquei feliz com esse relacionamento, pois procuro tratar os meus colaboradores como filhos de Deus e eles também me tratam com muito respeito”.

Alguns participantes expressaram o desejo de conhecer ainda melhor o projeto que já passou dos 20 anos e reúne mais de 800 empresas no planeta em torno de um novo agir econômico centrado na partilha, na comunhão. A contadora e estudante Socorro Martins, de Natal (RN) contou: “Depois de muitos anos, voltei a estudar na Universidade não mais com a perspectiva de quem vive no mundo capitalista, mas na perspectiva de quem quer deve voltar para perto de quem nos criou. A EdC é um projeto amplo, é a cara de Jesus no mundo; a gente nem precisa falar, mas a gente precisa ser e viver”.

Trabalho e centralidade – Em uma palestra vídeo sobre o trabalho, a socióloga Vera Araújo esclareceu que ele é constitutivo, mas não a121020_PoloGinetta_IncFormImprend_2 centralidade do gênero humano. De acordo com a socióloga brasileira, radicada na Europa há mais de 40 anos, com o trabalho, o homem e a mulher se tornam cocriadores do mundo, atualizam a criação de Deus e podem “se santificar”. Desde que vivam, ali, “a caridade, o serviço à sociedade”, advertiu.

Gleanto Pancrácio, de Igarassu (PE) comentou: “O vídeo vai à raiz do estudo antropológico; o Brasil viveu uma experiência escravocrata e temos ainda uma carga dessa herança. O trabalho é tido como um peso, um castigo. Temos que fazer uma revolução; por isso, a importância da formação. É um desafio bacana”.

Sofrimento no trabalhoVera Araújo alertou que o sofrimento surge, nos ambientes de trabalho, como consequência da falta do amor, da falta do diálogo. Na atuação da Economia de Comunhão, a socióloga identifica a alegria e a felicidade, resultantes da reciprocidade. Esses e outros conceitos foram aprofundados pelos participantes que também refletiram sobre sua contribuição para o desenvolvimento da EdC e os desafios que despontam no horizonte do projeto e daqueles que aderem aos princípios e valores dessa Nova Economia.

A psicóloga Cláudia Kawoa, de Natal (RN) recordou a figura histórica de Jesus como modelo para o agir do homem e da mulher nesse campo: “Jesus era dócil, mas era firme, ele amava, mas sempre corrigia, Jesus interagia… A EdC leva-nos a viver o divino e o humano: devemos divulgar este projeto; precisamos entender como fazer isso”. A empresária da comunicação Manu Oliveira, de Igarassu (PE) sugeriu: “Um caminho é ampliar o grupo virtual para trocar mais experiências e fortalecer os vínculos”.

Polo Ginetta – O dia de formação (20 de outubro) ocorreu no Polo Empresarial Ginetta, que fica em Igarassu, Pernambuco, condomínio de empresas da EdC para o Nordeste que foi apresentado no início do programa aos convidados. Seguiu-se uma dinâmica de integração do grupo composto por empresários, estudiosos da Economia de Comunhão, ativistas sociais e profissionais liberais que lidam com temáticas correlatas e problemáticas como a recuperação de dependentes químicos, por exemplo. Os estados de Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte estiveram representados.

Durante a programação, os organizadores exibiram ainda um breve registro audiovisual sobre as últimas atividades que ocorreram em julho, na Região, com destaque para a Escola Latino-Americana de Jovens Empreendedores da Economia de Comunhão. Promovido em julho passado, em Pernambuco, o evento contou com a participação especial do Presidente da Comissão Internacional da EdC, o economista italiano Luigino Bruni. Também entraram na pauta do dia o Laboratório e o Encontro Internacional das Comissões de EdC, realizados na Itália, em setembro passado.

 

Siga-nos:

16-10-2019

O grito da Terra, o grito dos jovens empenhados nas “Fridays for future” e aquele mais subjugado...

A economia do dar

A economia do dar

Chiara Lubich

«Ao contrário da economia consumista, baseada numa cultura do ter, a economia de comunhão é economia da partilha...

Leia mais...

As tirinhas de Formy!

As tirinhas de Formy!

Conheces a mascote do site Edc?

O dado das empresas

O dado das empresas

A nova revolução para a pequena empresa.
Dobre! Jogue! Leia! Viva! Compartilhe! Experimente!

O dado das empresas agora também em português!

quem está online?

Temos 685 visitantes e Nenhum membro online

© 2008 - 2019 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - info@marcoriccardi.it

Please publish modules in offcanvas position.

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.