Best practices

O cofre do céu que se abre

A experiência do empresário de EdC Gonzalo Perrín contada na Universidade Nacional de Rosário (Argentina), durante o evento: “Subsidiariedade: um compromisso empresarial”.

por Carolina Carbonell

141104 pasticcino11Gonzalo Perrín nunca imaginou que com apenas 29 anos se tornaria administrador de uma empresa de biscoitos. Estudou e se preparou para trabalhar na indústria hoteleira, mas quando conheceu a EdC foi contagiado pela sua filosofia e não hesitou em deixar todo o resto. Hoje administra a empresa Pasticcino, uma fábrica no Polo Solidaridad onde a cada mês são produzidos 2.500.000 de biscoitinhos para acompanhar o café, que depois são distribuídos em 25 redes de lojas. No momento está em projeto a instalação de uma filial no Polo Spartaco, em São Paulo (Brasil).

Em 23 de outubro de 2014 Gonzalo participou da apresentação da EdC na Universidade Nacional de Rosário (Argentina), durante um evento cujo título era: “Subsidiariedade: um compromisso empresarial”.

Começou dizendo: “Em 2008 renunciei ao trabalho que tinha em Rosário e voltei para a minha cidade, O’ Higgins, para fazer "biscoitinhos" em casa. Passaram-se vários meses para equipar o galpão e comprar o maquinário necessário”. O que você viu na EdC? Uma vez lhe perguntaram numa entrevista com a McDonald’s (cliente potencial) e ele respondeu assim: “São amigos que se141104 pasticcino13 querem bem e estão felizes juntos, isto faz com que tenham sucesso naquilo que fazem e na própria vida…

De lá para frente, Gonzalo passou de surpresa em surpresa. Um capítulo especial foi a experiência feita com Charly, um de seus funcionários que é deficiente visual, e de montador de caixas tornou-se um amigo e um dos principais consultores. Certa vez, uma pessoa que estava visitando a fábrica questionou o jovem empresário se ele já tinha feito os cálculos do custo adicional que comportava ter este colaborador. Gonzalo, que acompanha de perto a contabilidade, respondeu: “Sim, é verdade que é mais caro para mim, mas aquilo que você não vê no balanço é a enorme riqueza que Charly representa, pelas ideias que compartilhamos, pelas propostas que surgem quando estamos juntos e pelo ambiente positivo que se criou entre os colegas. Tudo isso não pode ser medido, mas é um verdadeiro ganho”.

Gonzalo também contou o que faz com os lucros que obtém na Pasticcino: “Nós os dividimos em três partes conforme os princípios da EdC; algumas vezes tivemos que fazer empréstimo no banco para poder dar a nossa contribuição para a EdC”. Talvez alguém pode se perguntar se o sacrifício vale a pena e se não seria melhor ter um bom carro, uma casa própria, viajar mais… Gonzalo tem as ideias claras: 141104 pasticcino14Sim, seria melhor, eu viajo com a minha Berlingo (que às vezes me parece um calhambeque) e quando entro nos carros dos meus amigos digo ‘mas que carrão!’ mas depois penso que nunca me faltou nada, tenho tudo o que preciso. As coisas mais importantes da vida não podem ser compradas com dinheiro. As coisas mais preciosas são os relacionamentos que construí nestes anos. Não sei quanto tempo irá durar a empresa, 10, 100 anos, tanto faz; mas quando ela terminar, ficarão os relacionamentos, aquilo foi vivido. Estes são os bens mais valiosos que tenho”.

À pergunta sobre o que gostaria de dizer aos outros jovens que querem empreender com esta cultura, Gonzalo responde: “Vejam, eu lhes conto um fato pessoal. Já faz tempo que tento assinar um contrato com uma grande empresa, mas até agora não foi possível, apesar das 5 reuniões que tivemos. Há dez dias participei da sesta reunião com um dos responsáveis, e ali nasceu uma pequena possibilidade. O fato é que vivi estes dez dias como um louco, muito ansioso, olhando para o celular a cada momento, perguntando-me mil vezes se deveria telefonar ou mandar um e-mail. Sim, justamente como as pessoas apaixonados. Sábado passado foi o aniversário do meu pai, e a família toda veio à minha casa, até a minha avó de 82 anos. Quando falo com alguém, gosto de contar as coisas em profundidade e, portanto, resolvi contar à vovó tudo aquilo que estava acontecendo comigo, mas a fundo... Sabem o que ela me disse? Não se preocupe Gonzalo, porque se o contrato com esta empresa não se realiza é para um bem maior. A verdade é que, não sei como nem porquê, mas daquele momento em diante experimentei uma paz completa e não olhei mais para o celular como antes. Aos jovens eu digo isto: não tenham medo de se lançar, tenham confiança; não se arrependerão. As tentações não faltarão, mas isto funciona, juro para vocês que funciona e a gente encontra a felicidade”.
141104 pasticcino12

Segunda-feira, dia 27 escrevi um e-mail para o Gonzalo para agradecer-lhe por ter aceitado a minha proposta de sairmos juntos à vida pública para contar a experiência na EdC. Quarta-feira, dia 29 chegou na minha caixa de entradas a resposta que dizia o seguinte: “Olá Carolina, foi muito bom, fiquei feliz de ter ido!!! Conto-lhe uma coisa: Ontem foi o aniversário da minha avó Angelita. Bem no dia do seu aniversário recebi um telefonema daquele cliente, que eu tanto esperava, para me dizer que nos aceitam como fornecedores!!! Pra frente Pasticcino!!!

Quase morri… Mais uma vez o cofre do céu se abriu. Aquele cofre que se abre somente depois de um ato de gratuidade. E por isso traz felicidade.

Dar e receber… para dar mais… Esta é a EdC.

Siga-nos:

29-07-2020

A casa comum só pode se tornar mais humana e mais hospitaleira se a olharmos e pensarmos nela...

A economia do dar

A economia do dar

Chiara Lubich

«Ao contrário da economia consumista, baseada numa cultura do ter, a economia de comunhão é economia da partilha...

Leia mais...

As tirinhas de Formy!

As tirinhas de Formy!

Conheces a mascote do site Edc?

O dado das empresas

O dado das empresas

A nova revolução para a pequena empresa.
Dobre! Jogue! Leia! Viva! Compartilhe! Experimente!

O dado das empresas agora também em português!

quem está online?

Temos 532 visitantes e Nenhum membro online

© 2008 - 2019 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - info@marcoriccardi.it

Please publish modules in offcanvas position.

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.