Fraternidade & as ciências sociais, políticas, econômicas e culturais

Centro Acadêmico Latino-americano Sophia ALC promove curso de verão no Brasil

por Carla Cotignoli

Curso Verão sophiaA iniciativa, promovida pelo Centro Acadêmico Latino-americano Sophia ALC (America Latina e Caribe), reuniu 80 jovens universitários latino-americanos. Objetivo: desenvolver o paradigma da fraternidade nas ciências sociais, políticas, econômicas e culturais, como indicador de respostas aos urgentes desafios do Continente.

Um jovem afirmou “Estava totalmente desmotivado na minha profissão de engenheiro. Descobri agora outra luz.” outro disse "Estou no segundo ano do curso de arquitetura. A universidade o apresenta numa chave muito comercial; falta o lado humano. Este curso superou as minhas expectativas”.

Os jovens latino-americanos entraram nas chagas que atualmente ferem o seu povo: as crises econômicas sociais, o drama dos indígenas, a grande problemática da Amazônia, as desigualdades sociais e a violência que – como se referiu o cientista político argentino Juan Esteban Belderrain – a América Latina registra o triste primado mundial. Assustadores os dados: em 2012 subiu para mais de 140.000 os homicídios, um terço do mundo; somente no Brasil foram mais de 50.000. Um fenômeno muito triste e crescente.

 Curso sophia 2

Sob esse fundo dramático, os jovens se sentiram chamados a aprofundar a novidade cultural que se abriu nas próprias disciplinas para implementar o paradigma da fraternidade que empenha pensamento e vida. Somente um exemplo: como mostrou o professor brasileiro Marconi Aurélio e Silva, docente de Ciências Políticas, para a aplicação deste paradigma, já experimentado há 20 anos, a política supera a dimensão de conflito, se vêem complementares maioria e oposição; no adversário se percebe uma parte da verdade, se ativa a participação do cidadão.

Esse novo paradigma cultural, nestes dias, foi vivido nos relacionamentos interpessoais, entre estudantes das várias culturas latino-americanas, entre estudantes e professores, animando a interdisciplinaridade e a dimensão multicultural. Não só. Ao partir, os jovens se comprometeram a individualizar as maiores urgências existentes nas suas cidades e, com o acompanhamento dos professores, elaborar e colocar em ação projetos na dimensão política, econômica e social.

Na conclusão, o professor Sergio Rondinara, do Instituto Internacional Sophia (Itália) da qual Sophia ALC é a primeira seção extra-europeia, expressou grande esperança ao perceber nos jovens participantes “uma característica belíssima, cristalina, dos povos latino-americanos que faz vislumbrar que o futuro está neste continente”.

Notícia publicada no site focolare.org no dia 19/08

Siga-nos:

Alessandra Smerilli

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

A economia do dar

A economia do dar

Chiara Lubich

«Ao contrário da economia consumista, baseada numa cultura do ter, a economia de comunhão é economia da partilha...

Leia mais...

As tirinhas de Formy!

As tirinhas de Formy!

Conheces a mascote do site Edc?

O dado das empresas

O dado das empresas

A nova revolução para a pequena empresa.
Dobre! Jogue! Leia! Viva! Compartilhe! Experimente!

O dado das empresas agora também em português!

quem está online?

Temos 798 visitantes e Nenhum membro online

© 2008 - 2019 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - info@marcoriccardi.it

Please publish modules in offcanvas position.

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.