A criação de caracóis

A criação de caracóis

por Genevieve Sanze
publicado em: "Economia de Comunhão - uma nova cultura", nº. 30 - Dezembro 2009
N30_Genevieve_SanzeEm África, a Economia de Comunhão não se exprime em muitas empresas, mas o espírito que a fez nascer está a difundir uma nova cultura, também graças aos mais pequenos: durante a guerra na Costa do Marfim, uma menina de oito anos, num encontro das Gen 4, contou esta experiência: tinha recebido do seu tio, como prenda, uma nota de cem francos CFA, equivalente a cerca de vinte cêntimos do euro, com que pensava comprar alguma coisa para comer, mas ao chegar a casa encontrou a mãe aflita, porque não tinha nada de comer para pôr na mesa: por isso, todos estavam muito nervosos em casa.
Pensou então ir comprar alguma coisa para ela, mas como Gen 4 tinha aprendido que é preciso “dar sempre” e fazer feliz o irmão; e então pensou: “porque não experimento?” Decidiu assim entregar aquele pouco dinheiro à mãe, a qual correu imediatamente ao mercado a comprar algo para preparar uma refeição para toda a família; assim todos puderam comer e a serenidade voltou.

 

Graças a esta experiência, todos se deram conta das carências desta família e passaram a ajudá-la; e assim no grupo das Gen 4 nasceu o desejo de poder fazer algo para estas situações extremas:  quando o amor existe, faz-se luz; decidiram ir pelos jardins recolher caracóis, que por aqui são muito apreciados, fazendo a sua criação para vender, quando atingem o tamanho adequado.
Andando pelos bairros para vender os seus caracóis, as Gen 4 descobriam casos extremos: uma mãe que não tinha nada para vestir, casas sem lume em que não havia nada para comer. Sentem que isto não é justo e envolvem as suas mães que se disponibilizam a acompanhá-las nestas visitas. Perante as necessidades, nasceu a comunhão de bens entre todos e, com ela, uma nova cultura: destas crianças surgiu uma via para mudar a realidade.

Siga-nos:

Alessandra Smerilli

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

11-03-2019

Na mesa com... por Paolo Bricco - publicado em Sole24ore, 10/03/2019 Tradução de Moisés...

A economia do dar

A economia do dar

Chiara Lubich

«Ao contrário da economia consumista, baseada numa cultura do ter, a economia de comunhão é economia da partilha...

Leia mais...

As tirinhas de Formy!

As tirinhas de Formy!

Conheces a mascote do site Edc?

O dado das empresas

O dado das empresas

A nova revolução para a pequena empresa.
Dobre! Jogue! Leia! Viva! Compartilhe! Experimente!

O dado das empresas agora também em português!

quem está online?

Temos 620 visitantes e Nenhum membro online

© 2008 - 2019 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - info@marcoriccardi.it

Please publish modules in offcanvas position.

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.