Dois reconhecimentos importantes ao projeto EdC de Turismo sustentável “Conectando destinos, unindo pessoas” 

por Francesca Giglio

Argentina Turismo Sostenibile 01 ridNo final de setembro, enquanto na Web se ressalta a hashtag #Travel, Enjoy, Respect!, divulgado pelo UNWTO, em sintonia com as últimas ações com as quais as Nações Unidas caminham rumo à conclusão do Ano do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, chegam 2 ótimas notícias da Argentina. Narram e premiam, com uma surpreendente coincidência de tempo, uma grande história, um projeto exemplar de como a atividade turística possa dar uma contribuição singular e estratégica no âmbito de sustentabilidade social, econômica e ambiental.

É uma história que faz a diferença, que hoje é composta de muitos instrumentos e ações, mas que nasce primeiramente de relações hArgentina Turismo Sostenibile 02 ridumanas, de vínculos intra e interculturais, uma história que fala de reciprocidade e grandes colaborações, uma sinergia de mentes e diferentes contributos, um motor econômico de forte inclusão e inovação social, no qual a pessoa está no centro, o trabalho compartilhado é um dos eixos principais do programa e o desenvolvimento não é só meta final, mas elo que une todos os pontos da próprio história, como nos conta Renata Gonzalez, uma das promotoras chave desta realidade.

Argentina Turismo Sostenibile 03 ridImaginemos a cena: Noroeste do país, região pré-andina, áreas rurais entre as provícias de Salta, Jujuy e Catamarca: várias comunidades indígenas ainda são carentes de meios de sobrevivência, inclusive um escasso acesso à agua potável, infraestruturas e energia elétrica. Diante desta lacuna, surge com força uma vontade de agir contra o risco de abandono destas terras e populações preciosas.

Da cena descrita fazem parte também Orlando e Agustin: o primeiro, originário de uma daquelas comunidades de Salta, que desde que vende artesanato, percebeu como o turismo pode ser uma possibilidade de trabalho para toda a comunidade; o outro, hoje um dos coordenadores do projeto, que antes de iniciar a estudar turismo e viajar para as zonas rurais do país, tinha dentro de sí as mesmas inquietudes de Orlando. A vida 7 anos atrás Argentina Turismo Sostenibile 05 ridfaz com que eles se encontrem e comecem a trabalhar, junto com outros protagonistas, para o desenvolvimento de algumas comunidades isoladas do alto potencial turístico.

O “como” se faz revela-se um sucesso! Desde o início, acompanhando o processo de construção das várias propostas, acolhendo as ideias dos grupos locais e trocando experiências formativas.

Eis que tem início um Programa promovido pela rede TSNOA, (Turismo Sustentável e Solidário no Noroeste Argentino), apoiado também pela AMU e pelas Empresas de EdC, um trabalho de equipe que mira desenvolver e Argentina Turismo Sostenibile 07 ridpromover um trabalho de equipe que mira desenvolver e promover as capacidades de hospitalidade turística comunitária: ou seja, permite a muitas famílias envolvidas ter um papel ativo e encontrar benefícios, não só na melhora da produção agrícola e artesanal, como também na geração de fontes de renda complementar, sendo eles mesmos a oferecer uma acolhida de qualidade aos turistas que querem compartilhar a própria vida quotidiana num ambiente paesagístico extraordinário.

O projeto, distanciando-se de um sistema comercial mais infértil, traz inovação do ponto de vista social porque envolve completamente as comunidades locais, valoriza as suas culturas, respeita e fortifica a dignidade da pessoa e o tecido social. E, consequentemente, consegue envolver também contextos externos, tanto privado como público, tornando-os capazes de entrar no problema e tocar os resultados tangíveis sobre o beneficiário. É exatamente este um dos pontos fortes do projeto que Renata e toda a equipe ressaltam.

Argentina Turismo Sostenibile 12 ridE os 2 importantes reconhecimentos chegam para confirmar tudo isso, e para fazer com que a história se desenvolva ainda mais:

Por um lado, o Governo Argentino premia o projetoConectando Destinos, Unindo Pessoas” com um 3° lugar, selecionando-o entre as mais de 1000 propostas de turismo inovador apresentadas no Concurso “Inovar para Viajar”. A contribuição estatal irá financiar a realização de um plano de promoção do projeto em andamento, através da criação de uma plataforma online interativa e multilíngue que, incentivando um novo modo de viajar ético e Argentina Turismo Sostenibile 09 ridsustentável e envolvendo diretamente turistas, empresários, artesãos e tour operators, acrescenta visibilidade e marketing nos projetos e serviços oferecidos pelas famílias; um passo a frente importante para muitas comunidades rurais que, mesmo podendo propor uma oferta turística de valor, muitas vezes são excluídas do mundo digital e da sua potencialidade.

  • Por outro, a Conferência Episcopal Italiana aprovou um pedido de financiamento apresentado, destinando uma ajuda dos fundos do 8x1000, que irá permitir ao programa, nos próximos 2 anos e meio, ser estendido a 2 novas comunidades indígenas (7 no total), alcançando, desta forma, 262 beneficiários diretos e cerca de 25 mil indiretamente, como nos explica Francesco Tortorella da AMU.

Portanto, os prêmios trazem alegria e apoio, os co-financiadores, antigos e novos, alimentam aquele capital-semente tanto útil para a vida e para a consolidação do projeto, mas desde o Argentina Turismo Sostenibile 10 ridinício, nunca foi uma relação de poder; foi a abordagem integrada que triunfou, a real cooperação num sistema no qual cada ator tem o seu papel dentro desta missão pastoral.

Argentina Turismo Sostenibile 11 ridÉ nesta perspectiva que o dar e o receber tornam-se recíprocos, a solidariedade desemboca na fraternidade e a viagem, encontro de pessoas e de vidas, se eleva a algo superior. É com exemplos como estes que podemos mirar com força ao setor turístico como um dos instrumentos chave e indispensáveis para avançar rumo aos objetivos do milênio no tema da inclusão social, emprego e redução da pobreza.

Muchisimas Felicidades Chicos, parabéns!!! E longa vida a estes projetos preciosos!!!

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Siga-nos:

facebook twitter vimeo icon youtubeicon flickr

EoC-IIN

Logo Eoc iin 01 rid rid

International Incubating Network

leia mais...

Relatório EdC 2016

Cover Edc44 EN modUm ano de vida EdC, estratégias e perspectivas para o futuro. 

 Ir para a versão online

ANPECOM: o site!

Aderir a EdC

EoC Companies crop banner rid modCadastre a sua empresa no novo site exclusivo: edc-info.org

Descubra mais...

Cidade Nova e EdC

pessoas edc003A revista Cidade Nova tem agora uma página dedicada à Economia de Comunhão, com relatos de pessoas envolvidas com o projeto.

Artigos já publicados:

Escola interamericana reunirá jovens empreendedores - 10/2015
A Aurora de uma nova cultura
- 09/2015
Comunhão e a crise grega - 08/2015
John Nash e a EdC
- 07/2015
Dado empresarial e a prática dos valores da empresa
- 06/2015
Nairóbi, capital de uma nova economia
- 05/2015
EdC e a qualidade do produto
- 04/2015
O lucro não monetário
 - 03/2015
Confiança e análise de risco - 02/2015
Economia e humanismo - 01/2015

O dado das empresas

Logo cube IT 150

A nova revolução para a pequena empresa.
Dobre! Jogue! Leia! Viva! Compartilhe! Experimente!

O dado das empresas agora também em português!

Documento de Identidade da EdC

logo_edc_benv A Economia de Comunhão (EdC) é um movimento que envolve empresários, empresas, associações, instituições econômicas, mas também trabalhadores, gestores, consumidores, poupadores, pesquisadores, operadores econômicos, pobres, cidadãos, famílias. Foi fundada por Chiara Lubich em maio de 1991 em São Paulo, no Brasil.
Leia mais... 

Linhas para a gestão de uma empresa de EdC

Binari_rid_modA Economia de Comunhão propõe às organizações produtivas que fazem própria a sua mensagem e a sua cultura, as “Linhas para a gestão de uma empresa”, escritas à luz da vida e da reflexão de milhares de empresários e trabalhadores...
Leia mais...

As tirinhas de Formy!

Ecco Formy rid mod

Conheces a mascote do site Edc?
Leia mais...

A economia da partilha

Chiara_Lubich_1Chiara Lubich

«Ao contrário da economia consumista,
baseada numa cultura do ter,
a economia de comunhão é
economia da partilha...

Leia mais...

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.